segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Maduro decreta trabalho forçado e abre campos de concentração na Venezuela





Em uma decisão muito similar à de Stalin, que obrigou milhares de pessoas a trabalharem de forma forçada (nos gulags), o ditador socialista da Venezuela, Nicolás Maduro, publicou um novo decreto estabelecendo que os venezuelanos serão obrigados a trabalhar em fazendas por até 60 dias – prorrogáveis por períodos indefinidos – para combater a escassez de alimentos. A nova normal vale tanto para funcionários públicos quanto privados.

A ideia de trabalho forçado no campo nos regimes comunistas surgiu inicialmente com Trotsky, que em sua obra “Terrorism and Communism” afirma que, na lógica comunista, “aqueles que não trabalham não devem comer” – e, portanto, o estado deve obrigar os trabalhadores a trabalhar de forma forçada no campo.
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...