sábado, 25 de abril de 2015

Porque o PSDB e o PMDB são contra o Impeachment da Dilma?





A esquerda é assim:

Quando o político que eles odeiam precisa ser derrubado, eles chamam e fazem propaganda e alarde, dizendo que isso é um DIREITO CONSTITUCIONAL e uma NECESSIDADE, e que é legal, e é correto, e é uma vitória "popular".

Quando o político que cai é de esquerda, eles dizem e berram por todo lado que é golpe.
    
   
   
    
Quando caiu o Collor, eles comemoraram.
  
Quando o presidente Zelaya de Honduras caiu, porque infringiu a constituição, a esquerda toda disse que foi golpe.
Quando o presidente Lugo do Paraguai caiu, pelo mesmo motivo, a esquerda novamente esperneou e berrou por todo lado alegando que foi golpe.

Ou seja, quando os políticos deles infringem a lei e são punidos, "É GOLPE".
Quando um político que não é deles comete crime, nesse caso "PODE" e "DEVE" cair. Porque como não é gente deles então não é golpe, é "VITÓRIA POPULAR".
    
     
Em 2006, o PSDB e o PMDB foram contra o impeachment do Lula.
O FHC alegou que isso desestabilizaria a democracia.
E agora são contra o impeachment da Dilma pelo mesmo motivo.
E o Reinaldo Azevedo, embora combata a petralhada com veemência, e o faz muito bem, ultimamente tem demonstrado FRAQUEZA, e caiu nessa conversinha fiada dos tucanos, e está endossando essa tese tucanalha aí...
    
            
    
Por quê a chamada "oposição", que não se opõe coisa alguma é sempre contra o impeachment de presidentes CLARAMENTE BANDIDOS?
     
Você quer realmente entender?

Então leia tudo o que escrevi neste artigo, que você compreenderá direitinho, tim tim por tim tim, porque os "oposicionistas" foram contra o impeachment do Lula em 2005 e são de novo contra o impeachment agora em 2015 (neste momento, contra a Dilma).

Antes da resposta, entenda o contexto político primeiro.
Vamos lá...
No ano de 2005, quando o Lula estava com um índice de popularidade baixíssimo devido ao escândalo do MENSALÃO, era o momento exato para que se fizesse o impeachment do desgraçado.

Mas o FHC fez de tudo para que os tucanos não dessem início a esse processo, e através dos tucanos manipulou e influenciou todos os demais partidos dentro do Congresso, juntamente com o PT, é claro, para não permitir que se desenvolvesse um processo de impeachment.
A alegação do FHC na época era que um processo de impeachment iria DESESTABILIZAR a democracia!

Ora ora... meu Deus do céu!

Como assim?, desestabilizar?
Que merda é essa?
  
Desde quando exercer um direito legítimo garantido pela legislação, que faz parte da democracia, irá desestabilizar a própria democracia?
Que catso é esse?
  
Como que um ato democrático desestabiliza a democracia se isso faz parte dela?
PUTA QUE PARIU!!!

Claro que isso não faz sentido algum.
As pessoas comuns ficam PUTAS com isso porque interpretam a declaração do FHC no sentido normal das palavras.
Não entendem e nem sabem que isso é um código!
   
O que as pessoas precisam entender é que no Brasil existem partidos políticos marxistas que estão aplicando a revolução gramsciana, que consiste na sistematização da mentira, do engodo, da farsa, da lingua dupla, na linguagem e na ação em dois níveis, uma linguagem para a imprensa espalhar para o povão e para a militância profissional e voluntária de idiotas úteis (militontos), e uma outra linguagem para os revolucionários do partido, que são as lideranças, os caciques, as cobras criadas e as velhas raposas da política juntamente com seu cordão de puxa sacos e seu séquito de agentes fiéis de primeiro, de segundo e de terceiro escalão, que ficam no topo da pirâmide de poder marxista na América LATRINA(*).
  
Eles da esquerda usam de dupla linguagem.
Como disse, isso é um código.
     
No linguajar revolucionário deles, democracia quer dizer o governo ou sistema de poder esquerdista em vigência (em vigor) e em curso, em plena expansão, e em pleno avanço, funcionamento e em progresso.

      
  
Por isso, quando eles falam em ampliar a democracia ou avançar a democracia, eles não estão na verdade falando em democracia autêntica, eles estão na realidade trocando as palavras para enganar o público (que naturalmente, é burro, ignorante, alienado, e não desconfia de nada disso).
   
Os esquerdopatas não usam a palavra democracia no seu significado natural, no sentido etimológico da linguagem normal, daquele que encontramos no dicionário. NÃO!
   
Pois se eles falarem em linguagem normal, eles teriam de dizer as coisas claramente, e teriam de revelar seus reais planos e intenções, e diriam em vez de “avanço da democracia”, "o avanço da revolução", e no lugar de “ampliar a democracia”, "ampliar os poderes da revolução", e assim por diante.
  
Como isso certamente pegaria mal, eles seguem as recomendações de Antonio Gramsci, que é implantar o regime socialista sem chamar de socialismo, impondo leis e pensamentos, e interpretações, e aparelhando o estado, impondo novas formas de comandar o país, e SEMPRE NEGANDO QUE HAJA COMUNISMO OU SOCIALISMO EM CURSO.
  
Na revolução gramsciana eles tem de falar e de agir (publicamente) como se não fossem comunistas nem fizessem parte de nenhuma organização esquerdista internacional.

Por isso que, quando começa a pegar mal as políticas imundas deles, e começam a aparecer os esquemas de corrupção, os partidos auxiliares dos grandes partidos dominantes costumam acusar os partidos dominantes de corruptos, que se venderam ao "o grande capital", ou ao "imperialismo", e assim por diante, assim como disse aquele besta quadrada do Romário, que soltou a frase "quando um político de esquerda começa a contar dinheiro é porque virou de direita". QUE FILHO DA PUTA!
  
Ou seja, sempre aquela obsessão em preservar a imagem de esquerda, como se ela fosse limpa, pura, honesta, correta, e que, se ocorre erros, é porque a "direita" ou "extrema direita" está manipulando e impedindo o “avanço popular democrático”.
TUDO LOROTA!
Sempre eles vem com essa conversa.
  
SEMPRE VEM COM ESSA CONVERSA FIADA, COM ESSE PAPINHO FURADO pra limpar a barra da esquerda e culpar e enlamear a direita das coisas erradas QUE ELES DA ESQUERDA FAZEM.
Essas coisas que só convencem quem é burro, idiota, ignorante, alienado e/ou fanático ideológico, que escolhem, querem e preferem acreditar nessa lenga lenga aí por conveniência ideológica partidária.
Quem estuda e entende esses esquemas sabe muito bem disso e despreza essa papagaiada toda e os repreende por isso.
Só o povão mesmo pra aceitar uma merda de discurso mentiroso, fajuto e delinquente como esse!
Pois bem, continuando a explicação.

Nos bastidores, à surdina, por debaixo dos panos, os esquerdistas fazem tudo ao contrário do que dizem em público (CLARO), e para isso contam com o apoio da imprensa, que é fundamental, sem o qual não seria possível enganar, manipular e controlar o gado.
  
A imprensa é o braço revolucionário cultural deles, juntamente com as universidades e escolas, enfim, todo o sistema educacional.
Esse braço controla o fluxo de informações, que por sua vez, influenciam e dirigem o senso comum da população.
     
É o fluxo de informações, a repetição de certos conceitos, estereótipos, vieses, que vão moldando a forma de ver, entender, e de pensar das pessoas. E óbvio, isso modifica e determina o comportamento das pessoas, suas decisões, suas escolhas, preferências, predisposições, indisposições, sentimentos, seus idealismos, seu imaginário, seus gostos, desejos, intenções, etc...
No imaginário popular, e no senso comum (opiniões que vigoram na maioria das pessoas da população), vivemos um sistema capitalista selvagem e opressor, que precisa do estado pra controlar isso, e impor ordem e justiça nessa bagunça.
   
E por isso, preferem acreditar nos partidos de esquerda e nos seus discursos populistas, que desvirtuam ainda mais a sociedade, corrompendo ainda mais, aumentando os problemas, inviabilizando o livre empreendimento e o livre mercado, praticando reservas de mercado com seus aliados, e fechando a economia, que promove mais problemas, e impede o capitalismo de funcionar.
   
E o que essa gente cretina faz?
Dizem que é culpa do capitalismo.
   
E vem com mais esquerdismo, com mais socialismo, mas NUNCA CHAMANDO ISSO DE SOCIALISMO NEM DE COMUNISMO, pois na revolução gramscista ou gramsciana, não se pode falar claramente, tem de ir implantando o sistema aos poucos, sem chamar a atenção e tomando cuidado de não usar palavras típicas nem dar nome de socialismo nem de comunismo, e tem de usar vocabulário substitutivo, vocabulário bonitinho, do tipo "inclusão social", "justiça social", "sociedade mais justa e fraterna”, “sociedade solidária", “Brasil carinhoso”, “poupança fraterna”, "desenvolvimento sustentável", “Humaniza a rede”, e toda aquela baboseira politicamente correta pra enganar a massa, e isso em vez de melhorar, vai piorando ainda mais a economia, atrofiando a verdadeira democracia, destruindo direitos, e criando a ilusão nos pobres e nos miseráveis de que a vida melhorou porque ganhou bolsa do governo, que não percebem (e/ou não querem perceber) que pra melhorar de vida de verdade, precisam de um trabalho de verdade e não uma esmola estatal pra tapar a pobreza dessas pessoas, e que pra melhorar de vida realmente, precisa de uma fonte de sustente a si próprio. Isso somente pode ser atendido pela livre iniciativa. Só o capitalismo (liberalismo) pode lhes garantir.
  
Enquanto essa massa de gente não entender que o Estado paternalista, este Estado babá, esse Estado que mantém em vigor esse regime socialista não resolve o problema, como disse Winston Churchill "O defeito inerente do capitalismo é a distribuição desigual das riquezas, e a virtude intrínseca do socialismo é a distribuição igualitária da pobreza", enquanto não compreenderem isso, não haverá saída para o país.
  
Ou como disse também Glória Alvarez, a líder libertária guatemalteca, "os populistas (esquerdistas) gostam tanto dos pobres, que os mantém na pobreza e a aumenta".
   
  
  
Como dá pra perceber, quando mais esquerdismo eles nos impõe, mais esquerdismo eles acham que será preciso pra "melhorar" ou minimizar a situação que eles mesmos criaram.
  
É um escárnio na nossa cara. Querem combater a doença injetando mais vírus ou mais bactérias que causaram a doença!
  
UMA VERDADEIRA PALHAÇADA, UM ESCÁRNIO SÁDICO, CÍNICO E FASCISTA!
  
Quanto pior fica, mais eles querem socialismo, mais eles usam frases de efeito, mais populismo eles usam pra tentar enganar o povo, pois estão na revolução gramsciana, e não podem falar abertamente em socialismo, pra não apavorar o gado, portanto o povão embarca nessa conversa enganosa, e por pura falta de conhecimento, por falta de cultura, por falta de entendimento, acreditam nessas mentiras esquerdistas, e não desconfiam que vivemos no socialismo e que socialismo é uma merda, por isso que o país está cada vez pior, e em vez das pessoas enxergarem isso, acham que a culpa é do capitalismo (que não existe em nosso país), pois não sabem o que é capitalismo.
   
Nunca houve capitalismo autêntico no Brasil, o que existe é fusão de grandes corporações com as lideranças partidárias de esquerda e de extrema esquerda, para a construção do que eles chamam de "Socialismo do século 21", daí que vem aquela tal famosa "Agenda 21".

  

     
   
A Agenda 21 nada mais é do que um plano comunista/socialista, num cronograma criado pelos globalistas (fabianos e marxistas), distribuídos para todos os partidos e organizações de esquerda do mundo, através de discursos e propostas bem dissimulados, em diversas áreas, para que, debaixo dos panos, eles possam viabilizar a criação de blocos regionais socialistas, blocos continentais, para servir ao governo único mundial a ser instalado em breve (e esse governo mundial já vigora informalmente debaixo dos panos sem levantar suspeitas, oculto pela imprensa, mas em breve esses “senhores do mundo” irão s revelar e se impor  às claras, é somente uma questão de tempo e conveniência).
Muito bem... essa é a esquerda, e esse é o plano de revolução socialista gramsciana deles.
  
E pra manter o povão na ignorância de todas essas coisas, é que eles usam a imprensa e o sistema de ensino no Brasil, com seus milhares de professores de esquerda, e professores corrompidos por estes, pois foram doutrinados, adestrados a pensar e falar o que seus formadores ensinaram, que essa massa de DEFORMADOS DIPLOMADOS, por sua vez, sendo (enrustido ou declarado) de esquerda ou mesmo não sendo de esquerda, dão continuidade a essa deterioração moral, cultural e intelectual da nação, pois repetem aos seus alunos a mesma cartilha que aprenderam quando eram estudantes. E esses alunos se formam, muitos viram professores, e o ciclo se repete e se perpetua.
Por isso, e para isso, que as esquerdas enfiaram seus militantes nas cátedras universitárias, nos órgãos públicos da educação e principalmente na imprensa.
E a maioria das redações de jornais, de revistas, de portais de notícia da internet, e de telejornais das emissoras de TV, e inclusive de rádio, é composta de agentes esquerdistas, são AGENTES DE INFLUÊNCIA que receberam apelido de “jornalistas”, estão lá para militar na esfera cultural, controlando a opinião popular, pra facilitar as coisas para os partidos de esquerda que estão no poder, e para bater ou ridicularizar qualquer pessoa, grupo, partido, etc, que seja uma ameaça ao sistema.
  
Esse batalhão de militantes políticos marxistas ou simpatizantes, e até aqueles que não são propriamente esquerdistas, mas simpatizam e gosta de puxar o saco dessa gente, seja por amizade com eles ou para obter vantagens pessoais, sem esquecermos daqueles que não tem nada a ver com isso, mas que, por medo ou vergonha, não se opõe a isso, e embora não concordem, RECEBEM AMEAÇAS E/OU SUBORNO dos esquerdistas, e acabam colaborando a contra gosto com esse esquema de controle da mente popular. Isso tudo sem falar nos jornalistas VENAIS (aqueles que se vendem, como costumamos dizer, são os "vendidos" ou "comprados").
  
Quando um jornalista ou outro destoa do todo, e começa a falar, passa a ser vítima de campanha de difamação e de desconstrução de sua imagem, e acusado de fascista, de intolerante, de ultra direitista, racista, apologista do crime, etc, etc, etc...
     
Como fizeram com a Raquel Sheherazade, como fazem com o Reinaldo Azevedo, como fazem com o Rodrigo Constantino, como sempre fizeram contra o Olavo de Carvalho, como fazem com o Paulo Eduardo Martins, como fazem até com quem é de esquerda mas que destoa da opinião dominante, como o porra louca do Arnaldo Jabor, Augusto Nunes, Marco Antônio Villa, Demétrio Magnoli, Marcelo Madureira (do Casseta e Planeta), e outros...
Enfim...
Pra ser considerado um jornalista com "credibilidade", ele ou ela tem de rezar a cartilha marxista das esquerdas, e fazer como fazem os jornais A Folha de São Paulo, O Estadão, O Globo, O Correio Brasiliense, e outras tantas merdas que circulam por todos os estados e municípios deste país a fora.
Toda essa massa de CANALHAS sem vergonha filhos da puta ocupam essas redações, e fazem o bloqueio das informações inconvenientes aos líderes e aos membros dos partidos que criaram e que sustentam esse sistema político esquerdista (ESQUERDOCRÁTICO) em vigência (que eles gostam de chamar de "democracia" - em linguagem código, para falar ao grande público, CLARO!).
Eles trocam a palavra "revolução", ou "esquema de poder esquerdista", pela palavra "democracia", pra que isso possa soar mais bonito, para que fique mais agradável aos ouvidos da população, pra soar mais suave e mais politicamente correto, e pra ficar mais "democrático" como a própria palavra.
E o povão ignorante, burro, idiota, alienado, nada sabe, nada entende, e acredita/acha que eles (esquerdistas) estão falando em democracia de verdade, no sentido normal da palavra.
NÃO!
Eles não usam a palavra "democracia" no sentido normal da palavra.
Quando um esquerdista fala em democracia, ele está se referindo ao centralismo democrático criado e explicado pelo Lênin.
Quer dizer: só será permitida a existência e a disputa de cargos e poderes apenas entre as facções permitidas da esquerda, que tenham interpretações de Marx mais ou menos parecidas, que eles conseguem tolerar entre si.
Quando destoa demais, eles chamam de "reformista", ou de "trotskysta", ou de fascista, ou ainda, chamam ("xingam") de "direitista", como fizeram com o Eduardo Campos.
Antes de matarem o Eduardo Campos naquele "acidente", na realidade ATENTADO!, o Lula disse entre os militantes do PT e PCdoB, que o as dissidências nascidas entre eles nunca iam para a esquerda, mas sim, cada vez mais a direita, e que o Eduardo Campos escolheu o caminho do "SOCIALIMO DE DIREITA".
Ora ora...
Se é socialismo, É ESQUERDA!
Não existe socialismo de direita.
Não existe quadrado redondo.
Se é quadrado, pode virar um losango, um paralalemogramo, mas jamais ficar redondo ou oval.
Um quadrilátero, por definição, é a figura que apresenta 4 lados, sejam eles regulares ou não.
Acho que essa analogia deva servir pra ilustrar a ABERRAÇÃO DITA PELO MULA DA SILVA.
Então, como deu pra entender, "democracia" pra essa cambada de filho da puta é o governo da esquerda, é o sistema marxista socialista vigente.
Quando eles falam em ampliar ou avançar a democracia, estão se referindo ao avanço da revolução marxista deles, e não a democracia como entendemos no seu significado natural, original, do dicionário.
  
Em 2005 o FHC disse que não era conveniente fazer o impeachment do Lula porque isso desestabilizaria a democracia, ele estava se referindo ao esquema de poder esquerdista que estava implantado e em expansão, que ELE MESMO (FHC) iniciou em 1994, conforme acordo de Princeton, entre o Diálogo Inter Americano (Think Tank do partido democrata americano - ESQUERDISTA gramsciano igual ao PT e PSDB) e o Foro de São Paulo, braço revolucionário russo na América LATRINA(*).
O FHC ajudou a criar esse estado de coisas, e ele mesmo se intitula melhor estrategista gramsciano do que os estrategistas do PT.
Em entrevistas disponíveis no You Tube, ele mesmo disse que os petistas preferem a COOPTAÇÃO (por chantagem, ameaça ou oferta de suborno ou outras vantagens) em vez da atração de colaboradores promovida pela aproximação pelo CONVENCIMENTO.
Ele se orgulha de ter sido melhor gramscista do que os petistas.
E de fato foi, pois tem muito direitista e "direitista" por aí babando ovo, puxando o saco do FHC, principalmente muitos liberais cabeças de CÚ!.
Elegiam e defendem o FHC contra as criticas dos petralhas, achando que o FHC fosse um antagonista, apenas porque privatizou algumas estatais, sendo que na realidade o FHC não é antagonista, mas sim, é um COMPARSA!
Portanto, não fizeram o impeachment do Lula em 2005 por causa disso.
Quiseram preservar o esquema esquerdocrático de poder, e disseram pra justificar ao povo que seria melhor deixa-lo "sangrar" para eles ganharem no ano seguinte, em 2006, senão desestabilizaria a democracia.
Só fizeram isso pra manter o sistema de poder das esquerdas, que eles mesmos construíram lentamente desde o final do regime militar em 1985.
A Constituição de 1988 foi o caminho aberto por eles para essa finalidade.
PT e PSDB vem enganando o Brasil desde 1989.
E essa enganação gramscista tem feito o povo pensar que o PSDB é de direita, neoliberal, agente do imperalismo americano, quando na verdade, o PSDB não é liberal, muito menos neoliberal, pois neoliberalismo NÃO EXISTE, isso foi um discurso e um termo inventado pela esquerda, pra repetir isso sem parar e atribuir essa pecha aos "adversários", que nunca foram adversários, mas apenas colaboradores, fingindo inimizade e fingindo oposição somente pra enganar o povo, e esse sistema de poder esquerdista se mantém até hoje.
Ocorra o que ocorrer, eles só deixam quem é do sistema participar das eleições.
Todas as siglas partidárias são cotrolados por gente deles, que se filiaram em diversos partidos, e migraram de partidos para assumir o controle da maioria deles, e as cúpulas de cada um deles só deixam participar das eleições aos cargos mais importantes aqueles que fazem parte do esquema.

E quem não faz, está sempre nos partidos pequenos e sem expressão.
E os grandes partidos controlados pelos esquerdistas cooptam os pequenos para fazer coligação, e assim matar a candidatura dos pequenos, como fizeram com o PEN da Denise Abreu.
Ela era pré candidata à presidência da república em 2014, e o PSDB de São Paulo fez coligação estadual com PEN, e a candidatura dela foi "pro saco", "miou".
Enfim... esse é o jogo.
E a imprensa e os institutos de pesquisa entram em cena no período eleitoral pra ajudar apenas aos candidatos que fazem parte do sistema, que são a oposição consentida.
Aqueles que não são do esquema e que não tem perspectiva de poder, eles não dão publicidade, não convidam para entrevistas nos principais programas, como Roda Viva, Canal Livre, Globo News, e outros programas de maior audiência.
O que se viu nas últimas eleições são apenas candidatos preferidos ou permitidos pelo sistema esquerdocrático, que eles chamam de "democracia", que na realidade é a democracia pra eles, a democracia das esquerdas, por isso chamo de esquerdocracia, sistema esquerdocrático, onde quem não faz parte do esquema fica de fora, e concorre apenas pra servir de figura caricata pra reforçar os estereótipos criados pelas esquerdas (como fizeram com o Levy Fidélix e  como sempre fizeram e ainda fazem contra o Jair Bolsonaro), pra servir de saco de pancada e ser patrulhado ideologicamente nas redes sociais e pela imprensa, pra servir como bode expiatório (como fazem sempre contra o Jair Bolsonaro), e pra servir de piada ou ser ignorado, como o Eymael e o Pastor Everaldo.
Essas participações dos nanicos servem pra enganar o povo, e fazer a massa pensar que vive numa democracia, porque existe eleições "livres".
Sendo que o sistema eletrônico foi pensado e implantado somente para manter o esquema esquerdista em vigor.
Antes das urnas eletrônicas, os candidatos inicialmente não conhecidos, chegavam na reta final, no segundo turno, como ocorreu com o Collor, que veio de um partido pequeno, e venceu as eleições. Claro que recebeu apoio da Globo, que influenciou a opinião pública, dizendo que ele era melhor em todos os quesitos, e assim venceu o Lula numa contagem apertada.
Em 1994 foi a vez do doutor Enéas Carneiro do PRONA assustar os esquerdopatas.
Ele chegou em terceiro lugar no primeiro turno, falando apenas com alguns segundos de TV, em que dizia rapidamente para dar tempo de transmitir o que queria, e terminava dizendo a célebre frase, que marcou a sua pessoa e suas candidaturas "MEU NOME É ENEAS!".

Pois bem, depois disso, os esquerdistas conspiraram para implantar a votação eletrônica, criada pelo consenso do acordo de Princeton, entre o Diálogo Inter Americano e o Foro de São Paulo.
E a partir de 1996 houve mudanças na legislação eleitoral pra beneficiar apenas aos partidos maiores e prejudicar os menores, e passou também a vigorar o voto eletrônico.
  
A partir daí os candidatos nanicos NUNCA MAIS CHEGARAM A ENCOSTAR NOS GRANDES NEM A IR PARA O SEGUNDO TURNO.
Somente os candidatos dos partidos membros do sistema esquerdo crático que passaram a vencer sucessivamente as eleições majoritárias.
Carguinhos de vereador, prefeito, deputados estaduais, eles não dão tanta importância, pois são cargos inferiores, o que importa mais são os cargos de presidente, governadores, senadores, e alguns deputados federais, deixando entrar deputados federais que não fazem parte do sistema apenas pra manterem o fingimento de "democracia".
A democracia como entendemos, não existe no Brasil, o que existe é um FINGIMENTO de democracia.

Eles deixam os que não são do sistema gramsciano entrar pra incomodar um pouco, mas quando começa a incomodar demais, como faz o Bolsonaro, entra em ação a imprensa, que cai de pau encima!!!
  
A imprensa chapa branca à serviço do governo se chama “JEG” = Jornalistas da Esgotosfera Governista.

E os programas de telejornal, e demais programas de TV, de rádio, portais de notícia na internet, revistas, jornais, e as redes sociais são usados pra isso, pra linchamento moral e político, pra desqualificar, assassinar a reputação, reforçar estereótipos, e jogar a opinião pública contra a figura dele, e manter o sistema esquerdocrático intacto.

Portanto, quando os tucanos e petralhas e outros esquerdistas, até mesmo os caras do PMDB e PP (que são gente de esquerda, de centro esquerda e de centro), etc... quando eles dizem que impeachment desestabiliza a democracia, ou que vai pegar mal pra imagem do pais no exterior, que não é bom impichar presidentes a cada 20 anos, etc... eles estão na realidade protegendo o esquema de poder esquerdista que vigora no Brasil desde a queda do Collor em 1992.
Quando dizem que impeachment vai pegar mal pra imagem do país, é patético!
Pois no meu entendimento, o que pega mal é manter um partido corrupto e uma presidente inepta no comando do país e afundando a nação e piorando cada vez mais as condições de vida e atolado em corrupção e esquema de poder totalitário.
ISSO SIM PEGA MAL.
Impichar essa presidente e fechar o PT é obrigação pra limpar a imagem do país, e fazer isso PEGAR MUITO BEM, pois vai mostrar ao mundo que aqui no Brasil tem lei, e tem gente que pensa, que presta e que AGE!!!

Mas os esquerdopatas de todos esses partidos dominantes falam essas coisas apenas pra desviar a atenção do povo e amortecer a consciência política e já precária que brasileiro tem.

Quando eles dizem que vai pegar mal pra imagem do país no exterior, eles estão se referindo aos seus patrões internacionais, os BRICS e Foro de São Paulo que fazem parte do Globalismo Eurasiano, e ao Diálogo Inter Americano dos Globalistas Ocidentais (conhecidos popularmente de "illuminati").

Num dos discursos do Lula no 3º congresso do PT, ele disse que o PT não sabe qual socialismo eles queriam.
Ele se referiu à dúvida do PT sobre qual sistema globalista eles queriam ser inseridos.
Se era no sistema da nova ordem mundial socialista fabiana dos globalistas ocidentais, ou ao sistema "multipolar" da nova ordem mundial eurasiana do esquema russo-chinês, dos BRICS, etc...
Essa era a dúvida.
  
No tempo do Lula, ele enviou o seu Ministro das Relações Exteriores, o Celso Amorin para uma visita à França, para pedir ao Presidente da época o Nicola Sarcozy, para incluir o Brasil na Nova Ordem Mundial.
  
Eles do PSDB e demais siglas esquerdistas, como o PMDB não querem o impeachment da Dilma porque vai desestabilizar os esquemas do Foro de São Paulo, vai bagunçar os esquemas do acordo de Princeton feitas pelo Diálogo Inter Americano, e o esquema da UNASUL, da CELAC e dos BRICS, que são obras do esquema russo-chinês.

E como eles levam vantagem nesses esquemas todos, vantagens políticas e financeiras, se eles impicharem a Dilma, vai criar uma confusão política entre todos os partidos, pois vai começar a aparecer as diferenças e desavenças entre eles, que o sistema esquerdocrático vai RUIR, e nascerá uma nova oposição (ou melhor dizendo, surgirá uma oposição de fato), muito forte no Brasil, e essas novas lideranças vão MELAR todos esses esquemas esquerdistas mundiais que controlam o Brasil desde fora.
Por isso que os tucanos e os pemedebistas e demais siglas não querem o impeachment da Dilma.
ENTENDEU?
Pois fortalece a oposição, e cria lideranças que hoje não existem, e isso vai derrubar o esquema de poder esquerdocrático deles.

Se vermos bem, DE FATO DESESTABILIZA A DEMOCRACIA.

DESESTABILIZA A DEMOCRACIA DELES, ACABA COM O CENTRALISMO DEMOCRÁTICO DOS CARAS, e todo esse sistema vai para o ralo, vai por água abaixo, e eles se FERRAM!!

Por isso que eles disseram em 2005 que queriam deixar o Lula "sangrar", e este ano de 2015 usaram da mesma alegação, desta vez com o Aloysio Nunes, dizendo que não deveriam impichar a Dilma, mas deixá-la “sangrar”, pra mantê-la no poder como fizeram com o Lula.
   
Dessa forma, os tucanos e outros partidos tentam dar essa impressão para o povo burro, de que eles são ferrenhos opositores, e que vão vencer na próxima eleição.
  
Mas chega na próxima eleição, e eles se comportam não como oposição, mas sim, apenas como um adversário fingido, pra levar pancada, e servir de SPARRING, para que o PT saia vitorioso.
  
O PSDB é partido auxiliar do PT.
Fazem parte das estratégias das tesouras.
   
Com a crescente denuncia dos podres do PT e dos partidos envolvidos, esse pessoal está numa situação difícil.
   
Por isso que eles enrolam o máximo que podem, pra não fazer impeachment, e deixar "sangrar", e juntamente com isso, deixar o povo todo se fudendo junto!
  
Se eles impicharem a Dilma, todo o esquema de poder do Diálogo Inter Americano, BRICS, Foro de São Paulo, etc... cai por terra, e o sistema de poder esquerdocrático sofrerá um abalo muito grande.
  
Agora sim, entendemos o que os tucanos querem dizer com a frase do FHC.
  
O impeachment desestabiliza o esquema de poder das facções esquerdistas dominantes, pois abre caminho para a oposição real crescer, e tirá-los do poder, e estragar o projeto criminoso totalitário deles.
   
É isso!
  
FIM.

Obrigado pela leitura.
   
Fonte: KRUEGGER CONTRA ESQUERDOPATAS.
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...