domingo, 1 de fevereiro de 2015

Itamaraty condena execução do jornalista japonês Kenji Goto pelo Estado Islâmico




O Governo brasileiro lamenta e condena o assassinato do cidadão japonês Kenji Goto. O terrorismo e a violência política são fenômenos que a sociedade brasileira rejeita de forma categórica, qualquer que seja sua motivação. O Governo brasileiro estende à familia da vítima, bem como ao Governo e ao povo do Japão, sua solidariedade."
Os jihadistas do Estado Islâmico divulgaram neste sábado (31 de janeiro) um vídeo em que o grupo extremista garante que a decapitação do cidadão japonês e jornaslita Kenji Goto foi motivada pela participação do Japão na coalizão internacional contra o EI no Iraque e na Síria.
O Estado Islâmico ameaçou matar dois japoneses - o empresário Haruna Yukawa e o jornalista Kenji Goto - se o governo nipônico não pagasse US$ 200 milhões no prazo de 72 horas. Haruna Yukawa, 42 anos, foi sequestrado em meados de agosto do ano passado, quando supostamente dava apoio logístico a um grupo rebelde rival do Estado Islâmico envolvido na guerra civil síria.
Kenji Goto, 47 anos, estava em território sírio controlado pelos extremistas no início de outubro com a intenção de cobrir o conflito na região e deveria ter voltado ao Japão no dia 29 do mesmo mês.
Fonte: http://www.ebc.com.br/noticias/internacional/2015/02/itamaraty-condena-execucao-do-jornalista-japones-kenji-goto-pelo
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...