segunda-feira, 17 de novembro de 2014

UFO experts say 'we are not alone'



WASHINGTON -- UFOs were the topic of a panel discussion Wednesday night at American University, and one of the speakers used the occasion to reveal evidence he called a "smoking gun."
"We have come into possession of a couple of Kodachrome color slides of an alien being lying in a glass case," author and researcher Thomas Carey told the near-capacity crowd in Abramson Recital Hall.
He's been researching the 1947 Roswell incident since 1991.
"What's interesting is, the film is dated 1947. We took it to the official historian of Kodak up in Rochester, New York, and he did his due diligence on it, and he said yes, this filmstrip, the slides are from 1947. It's 1947 stock. And from the emulsions on the image, it's not something that's been Photoshopped like today. It's original 1947 images, and it shows an alien who's been partially dissected lying in a case."
Carey says the being looked like what he thought an alien from the famous Roswell incident would look like.

"3 and a half to 4 feet tall, the head is almost insect-like. The head has been severed, and there's been a partial autopsy; the innards have been removed, and we believe the cadaver has been embalmed, at least at the time this picture was taken. The owners of the slide -- it's an amazing story. The woman was a high-powered Midland, Texas, lawyer with a pilot's license. We think she was involved in intelligence in World War II, and her husband was a field geologist for an oil company."
Carey says he plans to reveal the images early next year.
Another panelist, Dr. Richard Haines, is a retired NASA scientist and co-founder of NARCAP (National Aviation Reporting Center on Anomalous Phenomena), which provides pilots with an anonymous way to report sightings they can't explain.
"We're pretty ignorant yet about what we're dealing with. And that's the birth of a science. That's how most sciences begin," he said.
Haines says NARCAP has collected hundreds and hundreds of UFO cases.
"Our government is not taking the subject seriously. My role, or mission, if you will, is to bring this to the attention of our aviation world, at the union level, at the airline level and at the government level. I'm finding hardly any difficulty doing that in foreign countries. I'm having a great deal of difficulty in America, and I don't know why."
Leslie Kean is an investigative journalist, co-founder of the Coalition for Freedom of Information and author of the New York Times bestseller "UFOs: Generals, Pilots and Government Officials Go On the Record."
She wrote her first story about UFOs in 2000.
"My whole life was changed at that point. I was so compelled and so interested and so curious about this UFO phenomenon, because the more I studied it, the more I realized that you couldn't write it off. … It's not like you learn ways of explaining it. You learn more and more about the mystery of it, and the incredible documentation that's out there," she said.
During her presentation, she detailed several interesting UFO cases, and showed some photographs, including one of a shiny, circular object.
"This is an incredible photograph that was taken over Costa Rica in 1971 by a government plane, a mapping plane, that had a camera strapped underneath the aircraft. And every 17 seconds it took a photograph of the ground. The dark area is a lake, and ... the lighter area is the land, and over that lake there's a disc-shaped object."
Kean says Chile and France have full-time government staffers who do nothing but seriously investigate UFO cases, and she thinks the same is needed in the U.S.
"I'm trying to make the point that our scientists need to get more involved. In order for that to happen, we need a government agency here that will open the doors to allowing our scientists to engage with this topic."
The most riveting presentation of the night came from retired U.S. Air Force Colonel Charles Halt, one of the witnesses of a famous series of UFO sightings in England in 1980 known as the Rendlesham Forest incident.
Halt says he went into the forest to check out a report that a UFO had landed there. He saw three indentations in the ground that were spaced evenly, and a Geiger counter showed abnormally high levels of radiation in the area.


Read more: http://wtop.com/41/3741410/UFO-experts-say-we-are-not-alone#ixzz3JKfQYIG8


TRADUÇÃO:

WASHINGTON - UFOs foram o tema de um painel de discussão na quarta-feira na Universidade Americana, e um dos oradores aproveitou a ocasião para revelar evidências que chamou de uma "arma fumegante".
"Viemos em posse de um par de Kodachrome slides coloridos de um ser alienígena deitado em uma caixa de vidro", o autor e pesquisador Thomas Carey disse à multidão para perto de capacidade em Abramson Recital Hall.
Ele está pesquisando a 1947 Roswell incidente desde 1991.
"O que é interessante é que o filme é datado de 1947. Nós levou para o historiador oficial da Kodak em Rochester, Nova York, e ele fez sua diligência sobre isso, e ele disse que sim, esta película de filme, as lâminas são de 1947. É 1.947 ações. E a partir de emulsões na imagem, não é algo que tem sido Photoshopeado como hoje. É 1947 imagens originais, e ele mostra um alienígena que foi parcialmente dissecado deitado em um caso. "
Carey diz que o ser parecia que ele pensava que um estrangeiro do famoso incidente Roswell seria semelhante.
"3 e meia a 4 metros de altura, a cabeça é quase inseto-como A cabeça foi cortada, e houve uma autópsia parcial;. As vísceras foram retiradas, e acreditamos que o cadáver foi embalsamado, pelo menos no tempo essa foto foi tirada Os proprietários do slide -.. É uma história incrível A mulher era uma alta potência Midland, Texas, advogado com uma licença de piloto Achamos que ela estava envolvida em inteligência na II Guerra Mundial, e seu marido. foi um geólogo de campo para uma empresa de petróleo ".
Carey diz que pretende revelar as imagens no início do próximo ano.
Outro palestrante, Dr. Richard Haines, é um aposentado cientista da NASA e co-fundador da NARCAP (Aviation Centro Nacional de Relatórios sobre Fenômenos Anômalos), que fornece aos pilotos de forma anônima para relatar avistamentos que não podem explicar.
"Estamos muito ignorantes ainda sobre o que estamos lidando. E isso é o nascimento de uma ciência. É assim que a maioria das ciências começar", disse ele.
Haines diz NARCAP recolheu centenas e centenas de casos de OVNIs.
"Nosso governo não está levando o assunto a sério. O meu papel, ou missão, se você quiser, é trazer a atenção do nosso mundo da aviação, a nível da União, ao nível companhia aérea e ao nível do governo. Eu sou constatação quase nenhuma dificuldade em fazer isso em países estrangeiros. Estou tendo uma grande dificuldade na América, e eu não sei por quê. "
Leslie Kean é um jornalista investigativo, co-fundador da Coalizão para a Liberdade de Informação e autor dos best-sellers do New York Times "UFOs:. Generais, Pilotos e Funcionários Públicos Go On the Record"
Ela escreveu sua primeira história sobre os OVNIs em 2000.
"Toda a minha vida mudou naquele momento. Eu estava tão compelido e tão interessado e tão curioso sobre esse fenômeno UFO, porque quanto mais eu estudei isso, mais eu percebi que você não poderia escrevê-lo fora. ... Não é como você aprender maneiras de explicar isso. Você aprende mais e mais sobre o mistério dela, ea documentação incrível que está lá fora ", disse ela.
Durante sua apresentação, ela detalhou vários casos interessantes de OVNIs, e mostrou algumas fotos, incluindo uma de um objeto circular brilhante.
"Esta é uma fotografia incrível que foi tomada sobre a Costa Rica, em 1971, por um avião do governo, um avião de mapeamento, que tinha uma câmera presa debaixo do avião. E a cada 17 segundos que levou uma fotografia do chão. A área escura é um lago e ... a área mais clara é a terra, e sobre o lago há um objeto em forma de disco. "
Kean diz que Chile e França têm funcionários do governo em tempo integral que não fazem nada, mas a sério investigar os casos de OVNIs, e ela acha que a mesma é necessária em os EUA
"Eu estou tentando fazer o ponto que nossos cientistas precisam se envolver mais. Para que isso aconteça, precisamos de uma agência do governo aqui que vai abrir as portas para permitir que os nossos cientistas a se envolver com o assunto."
A apresentação mais eletrizante da noite veio de aposentado Halt Força Aérea dos EUA coronel Charles, uma das testemunhas de uma famosa série de avistamentos de OVNIs na Inglaterra, em 1980, conhecido como o incidente de Rendlesham Forest.
Halt diz que ele entrou na floresta para verificar um relatório que um OVNI havia pousado lá. Ele viu três recortes no terreno que foram uniformemente espaçados, e um contador Geiger mostrou níveis anormalmente elevados de radiação na área.


Read more: http://wtop.com/41/3741410/UFO-experts-say-we-are-not-alone#ixzz3JKfkiusr
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...