terça-feira, 4 de novembro de 2014

Ministérios enviam a Obama recomendações finais de ações de imigração do Executivo


“Ministérios

Os diretores do Departamento de Justiça e o Departamento de Segurança Interna estão enviando para a Casa Branca suas recomendações finais sobre como devem ser as ações executivas de imigração, de acordo com quatro fontes que deram suas declarações.

O presidente Obama deve anunciar uma série de ações executivas para postergar a deportação de imigrantes indocumentados, igual à sua ação executiva de 2012 que adiou deportações de alguns imigrantes indocumentados que foram trazidos aos EUA quando eram crianças.

Os detalhes das recomendações finais dos departamentos, aguardados para serem divulgados dentro de duas semanas, ainda estão incertos. Prever, por exemplo, quantos imigrantes indocumentados serão afetados é difícil sem saber exatamente quais grupos o governo incluirá nas ações futuras. Vários fatores, entretanto, podem ter consequências siginifcativas sobre estes números.


Por exemplo, de acordo com quatro fontes, os diretores estão considerando o período de tempo que um imigrante indocumentado precisa para se tornar um residente para receber proteções. Se o governo exigir prova de 10 anos de residência, um grupo menor de pessoas será afetado pelas ações do que se o padrão for cinco anos.

Da mesma forma, ainda está pouco claro se os pais de jovens imigrantes indocumentados — ou DREAMers — protegidos pela ação executiva de 2012 ficará sob o guarda-chuva destas novas ações através de mudanças nas prioridades policiais da imigração ou se um programa maior como o atual dará mais vistas aos DREAMers.

Ativistas que consistentemente pedem para Obama “agir com determinação” dizem estar furiosos com o que estão ouvindo e prontos para partir ao ataque a fim de garantir que o governo não afine, por isto querem agir decisivamente antes da eleição.

Há uma preocupação crescente sobre o espectro que está sob consideração entre os ativistas. O projeto de lei bipartidário do Senado incluía proteções para cerca de 8 milhões de imigrantes indocumentados e alguns, como o deputado democrata Luis Gutierrez que vem sendo muito ativo no debate sobre imigração, têm pedido para o governo adiar a deportação de 3 a 5 milhões de pessoas. Duas fontes disseram que os números do qual ouviram falar estaria abaixo das expectativas, que alguns dizem ficar “em poucos milhões” e outros dizendo ser de “3 milhões”.

Ativistas estão particularmente preocupados com o tempo que os imigrantes ilegais terão de provar estarem vivendo no país. Após a ação de 2012, dizem os ativistas, menos pessoas têm se qualificado para as proteções–por uma razão, fornecer o comprovante de residência é difícil.

A Casa Branca empurrou para frente essas preocupações dizendo ser totalmente prematuro discutir como será a ação administrativa.

“Como vocês sabem, o presidente não tomou uma decisão ainda sobre as reformas administrativas de imigração que ele anunciará até o final do ano. É prematuro especular sobre os detalhes específicos, incluindo o alcance do número de imigrantes que serão impactado, uma vez que não foi tomada essa decisão”, disse a porta-voz da Casa Branca, Katherine Vargas.

Mas os advogados dizem que é precisamente a entrega destas recomendações finais nas próximas duas semanas que irão influenciar o presidente. É por estas razões que eles vêem as recomendações como extremamente importantes e dizem estar prontos para desencadear ações contra a administração que foram planejadas logo agora após a eleição.

“Nós estamos indo para a rampa e liberar o aguerrimento do movimento a fim de obter o alívio que todos merecem e esperam”, disse um líder dos direitos dos imigrantes.

“Temos repetidamente sentido o desapontamento e desrespeito por parte desta administração”, disse Lorella Praeli da United We Dream, que pretende realizar uma conferência de imprensa quarta-feira, 5 de novembro, explicando que a organização define ações administrativas bem-sucedidas a inclusão de proteções para os pais de sonhadores. “O governo tem um trabalho importante a fazer para se acertar com a comunidade latina e imigrante.”

E porque muito pode se perder na tentativa de definir a forma como muitos milhões de pessoas seriam incluídas nas eventuais ações, Praeli deixou claro. “Não importa de quem estamos falando”, disse ela. “Quando eu estou sentado aqui falando com você estou pensando em minha mãe e todos os pais, no estado de Connecticut e em todo os Estados Unidos.”

“Vamos medir o sucesso ou fracasso de qualquer mudança na política se isto ajudar ou prejudicar aqueles que amamos”, disse Chris Newman do National Day Laborer Organizing Network (NDLON).

Um líder de defesa dos imigrantes, disse que a Casa Branca não tem sido tão próxima ou tão envolvente, “uma vez que nos jogou sob o ônibus em setembro” com o atraso de imigração, e disse que, juntamente com o que estão ouvindo agora sobre onde o debate sobre ações administrativas, estão acelerando o cronograma de protestos planejados contra a administração.

Fonte: http://www.acheiusa.com/Noticia/Ministerios-enviam-a-Obama-recomendacoes-finais-de-acoes-de-imigracao-do-Executivo-13995

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...