domingo, 20 de outubro de 2013

Black Blocs e ativistas invadem laboratório e resgatam mais de 200 beagles que seriam usados em testes


Aproximadamente 200 cães da raça beagle foram libertados de um laboratório do Instituto Royal, em São Roque, interior de São Paulo, na madrugada desta sexta-feira (18). Adeptos à filosofia Brack Bloc se uniram em apoio aos cerca de 50 ativistas, que estavam acampados em frente ao portão que dá acesso aos laboratórios, desde o dia 12 de outubro.
De acordo com informações da ONG “Compaixão Informação e Atitude  Animal”, a invasão ocorreu após a chegada dos Black Blocs. Os ativistas resgataram os animais que estavam espalhados pelos três andares do prédio e seriam explorados em testes para produtos cosméticos e farmacêutico. Integrantes da ONG afirmam que os animais sofria maus tratos. Uma equipe de reportagem da Rede Globo gravou o estado em que os animais se encontravam. Alguns cães estavam sem pelo e apresentavam machucados. Outros mal conseguiam parar de pé e pareciam estar dopados. Um deles foi encontrado morto, congelado.
Durante o resgate, por meio das redes sociais os ativistas pediam para que as voluntários fossem ao local com carros para ajudar no transporte dos cães.

Foto: Reprodução/Avazz
Foto: Reprodução/Avazz


Um abaixo assinado contra o uso de animais pelo instituto já havia sido criado em agosto deste ano. Mais de 179 mil pessoas já assinaram o documento.
O Instituto Royal informou que a exploração de animais para os testes laboratoriais ocorre dentro das normas previstas pela Anvisa e que os cães não eram submetidos a maus tratos.
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...