sábado, 6 de julho de 2013

MP abre investigação sobre voo de Henrique Eduardo Alves



A Procuradoria da República no Distrito Federal (PR-DF) abriu nesta sexta-feira (6) uma investigação preliminar a fim de analisar se houve irregularidade na viagem que o presidente da Câmara, deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), fez com familiares em avião oficial para ver a final da Copa das Confederações no Estádio do Maracanã, no último domingo (30). A apuração ficará a cargo do procurador Frederico de Carvalho Paiva, do 1º Ofício do Patrimônio Público. O integrante do Ministério Público Federal (MPF) terá 90 dias, prorrogáveis por igual período, para decidir se abre um inquérito civil público para apurar eventuais responsabilidades no caso ou até arquivá-lo. A investigação preliminar, tecnicamente chamada de procedimento preparatório, foi aberta após um pedido de apuração enviado por uma pessoa que teve a identidade legalmente preservada. A Procuradoria da República também recebeu um pedido de apuração contra o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), mas uma decisão sobre eventual abertura de investigação preliminar deverá ser tomada na próxima semana. Após se negar nesta quinta (4) a devolver recursos públicos, o peemedebista afirmou nesta sexta que vai ressarcir R$ 32 mil decorrentes do uso de avião oficial para ir ao casamento da filha do líder do PMDB na Casa, Eduardo Braga (AM), em Tancroso, no sul baiano.

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...